Quem está no comando: você ou suas emoções? por Danilo Chencinski


Há cerca de 10 anos, viajei para a Noruega, sozinho com quatro crianças de 11 anos, dois meninos e duas meninas. Formávamos a delegação brasileira em um acampamento internacional promovido pela ONG CISV, em prol da paz e tolerância entre nações. Vivemos juntos por um mês, 12 delegações de países diferentes, com um adulto e quatro crianças cada. Voltei dessa experiência incrível com diversos aprendizados que mudaram minha vida, um deles, foi a decisão de não ter filhos! rs

Se você já conviveu com crianças, com certeza percebeu como a natureza humana é essencialmente emocional. Uma criança - e você também já foi uma - não baseia suas decisões em argumentos racionais, ela é puro sentimento, emoção, medo e desejo. Nada mais importa. Com o amadurecimento, passamos a manifestar um presente que a evolução humana nos proporcionou ao longo das últimas centenas de milhares de anos: um desenvolvimento mental que nos diferencia dos outros animais, o surgimento da lógica, da razão.

Por mais que nos gabemos de sermos “seres racionais”, inclusive nos posicionando arrogantemente em nível hierárquico acima dos outros animais, o bicho homem é prioritariamente emocional, como fica claro durante a infância. De uma forma mais controlada, preservamos os mesmos medos, desejos e instintos manifestados nos primeiros anos de vida e tomamos 95% das nossas decisões pautadas em emoções, segundo estudo da Universidade de Harvard sobre a decisão de compra do consumidor.

Não concorda? Então vamos fazer um teste. Imagine que eu tenho aqui em minha mão direita uma fórmula milagrosa para a saúde, boa forma e felicidade. Para ter tudo isso imediatamente, é muito simples, basta tomar um copo desta fórmula 10 vezes por dia, mas apenas isso e mais nada, para o resto da sua vida. O único problema é que ela tem um gosto horrível, daqueles difíceis de engolir. Em minha mão esquerda, eu tenho um milkshake de nutella, com cobertura de chantilly e com direito a chorinho. Talvez nos primeiros dias você, logicamente, opte pela fórmula milagrosa, mas, 95% das pessoas desistiriam rapidamente e implorariam pelo milkshake. É por isso que, segunda-feira é o dia oficial do início da dieta e terça-feira, o dia oficial da quebra da dieta. É por isso que tanta gente se compromete com longos planos na academia e frequentam apenas o primeiro mês (alguns, a primeira semana). Identificou-se? Qualquer semelhança não é mera coincidência.

Somos seres emocionais, mas esse animal incrível chamado humano, já há mais de 5 mil anos desenvolveu técnicas muito eficientes para a administração das emoções. Na primeira aula do Método DeROSE, você já aprende algumas delas, como a que vou ensinar agora: a chave para a gestão emocional é a respiração. Perceba que, sempre que as emoções de qualquer tipo afloram, a respiração se altera imediatamente. É preciso estar muito atento, pois, quando nos emocionalizamos, ficamos menos lúcidos, o que torna mais difícil perceber esse detalhe. Para estar mais consciente de suas emoções e tomar decisões mais inteligentes, administre a respiração assim que perceber que ela se alterou, normalize seu ritmo respiratório antes de tomar qualquer decisão ou atitude e eu te garanto que, daqui para frente, terá uma vida com menos conflitos e mais sabedoria e satisfação.



Siga-nos

DeROSE Method Vila Mariana
Desenvolva o foco e a clareza mental, aumente sua vitalidade e gerencie seu nível de stress.

Instagram




Sobre

O DeROSE Method é uma proposta de reeducação comportamental, que desenvolve a alta performance e melhora a qualidade de vida.

Nosso método desenvolve sua habilidade de silenciar a sua mente, e melhorar a clareza mental. Por outro lado, aumentará sua vitalidade e nível de energia, desenvolvendo um corpo saudável que contribuirá para uma mente também saudável.